Sonhos


Perdidos no universo, meus sonhos são pequenos, parecem brinquedos que carrego no bolso. Mas quando anoitece, eles são gigantes que me protegem, e aquecem as avenidas frias do meu coração.
(TIRADAS do Teco, o poeta sonhador.)

Todos os poemas de amor são ridículos


- Tchê, aconteceu... Não consegui evitar...
- Mas o que foi que houve??
- Acho que tô apaixonado...
- Ah, não! Vai começar tuudo de novo! Vai ser duro te aguentar escrevendo aqueles poemas ridículos!!


 (Tiradinhas do Teco, o poeta sonhador)


(do poema Todas as cartas de amor são ridículas, de Álvaro de Campos).

Clipe